poupar

10 razões para tornar o Google Chrome o seu browser preferido

Há já alguns meses que dei o passo e mudei de browser. Antigamente utilizava maioritariamente o Firefox, mas agora o meu browser de preferência é o Chrome da Google. Como parte do nosso dia a dia é cada vez mais feito através de um browser as melhores qualidades do mesmo reflectem-se directamente na nossa produtividade a fazer acontecer as coisas. Vamos deixar de seguida 10 das razões pelas quais eu tornei o Google Chrome o meu browser preferido.

1 – Mais rápido

Um grande problema do Firefox é a memória que o mesmo ocupa. Por vezes tal traduz-se em lentidão do programa ou até mesmo num inevitável “crash”.

O Chrome nesse aspecto é melhor. Cada página corre num processo do windows separado o que quer dizer que quando uma página dá problemas o browser não crasha completamente, mas apenas essa página.

Esta gestão de memória melhor e diversos outros motivos acabam por fazer com que o Chrome seja mais rápido desde que o momento em que carrega link para ele se ligar ou até mesmo a carregar as páginas.

2 – Mais seguro

Não é que o Google Chrome não tenha as suas vulnerabilidades de segurança descobertas e corrigidas, mas é considerado mais seguro que os seus concorrentes como o Internet Explorer ou o Firefox. Foi, de facto, o único browser que sobreviveu ao concurso Pwn2Own onde especialistas em segurança tentaram explorar-lhe as falhas e pontos fracos.

3 – Sincronização dos Marcadores

Um ponto em que o Google Chrome tem que outros browsers apenas teriam através de aplicações extra como a barra do Google é a sincronização dos marcadores. Esta característica vem por defeito no Chrome. Pode sincronizar os marcadores com a sua conta do Google. Isto é útil se você, tal como eu, usar mais do que um computador diariamente no emprego e em casa.

4 – Pesquisa Simples

A barra de endereço é simultaneamente uma barra de pesquisa. Não é necessário abrir o Google para pesquisar: basta apenas escrever o que quer procurar na barra de endereço e premir o Enter.

O Chrome torna também mais fácil pesquisar na própria página, ter sugestões baseadas no seu histórico e até pesquisar apenas em determinado site.

5 – Página inicial de cada separador

Quando você abre um separador no Chrome a página por defeito é muito útil. Aparecem-lhe 8 páginas que você pode customizar. No meu caso coloquei lá algumas das minhas páginas mais usadas como o Gmail, Google Reader e outros sites usados diariamente.

Nesta página aparecem também as páginas fechadas recentemente para que as possa reabrir caso as tenha fechado por acidente. Consegue assim abri-las de uma forma mais rápida do que seria andar a pesquisar no histórico.

6 – Organização dos Separadores

O Firefox já possui há muito os separadores, mas o modo  como eles são usados dentro do Google Chrome conseguiu ser melhor. Você consegue arrastar um separador facilmente e rapidamente para organizar os separadores enquanto navega por vários sites. Consegue também arrastar um separador para fora da janela onde o tinha aberto e mais tarde voltar a re-introduzi-lo. Esta rapidez e principalmente a facilidade com que o faz vai fazê-lo testar esta funcionalidade e usá-la.

7 – Extensões

Neste aspecto o Google Chrome de início começou a perder para o Firefox. Agora, à medida que cada vez mais utilizadores o usam, também cada vez mais scripts e extensões vão sendo disponibilizadas para o mesmo. As extensões são pequenos “programas” que trabalham sobre o browser e lhe conferem novas funcionalidades. Num aspecto o Chrome ganha ao Firefox que é a disponibilidade das extensões: ao contrário do Firefox sempre que instala uma nova extensão não precisa de reiniciar o browser e pode poupar o tempo que isso por vezes acarreta.

8 – Atalhos da Aplicação

Uma funcionalidade que descobri recentemente é a possibilidade de transformar qualquer site numa aplicação. Por exemplo o Gmail, o Google Reader, o seu blog, o site da sua empresa, etc. Criando um atalho da aplicação você fica com um atalho na sua barra de atalhos rápidos, ambiente de trabalho ou mesmo no menu iniciar para abrir os sites que quiser de forma isolada.

9 – Modo sem registo (incognito mode)

Embora outros browsers actualmente já tenham um modo incógnito esse modo no Chrome consegue melhor. A começar pela forma rápida como pode iniciar o modo incógnito premindo Ctrl+Shift+N.

Além das questões de privacidade que o podem levar a usar o modo incógnito, esse modo também é util quando empresta o computador a um colega para ver e-mail, e dessa forma não ter que fazer logoff da sua conta.

10 – Melhor organização dos downloads

Não gostava da forma como os downloads estavam organizados no Firefox. Apareciam numa nova janela. No Chrome aparecem no rodapé na barra de estado. Aí pode facilmente abrir o ficheiro que fez download ou ainda abrir a pasta para onde gravou o fich

eiro. Apesar de haver extensões no Firefox para copiar este desempenho ele vem de origem no Chrome.

 

Estas são dez das razões pelas quais eu mudei para o Google Chrome. E você? Já mudou para o Google Chrome? Qual é o browser que usa e porquê?

Ganhar dinheiro a desatulhar

Ganhar dinheiro a desatulhar, ou nove maneiras que estar atulhado lhe custa dinheiro. Não é uma fonte para ganhar dinheiro, mas podemos encarar a poupança como tal.

Estar atulhado custa-lhe mais do que pensa. Além do dinheiro que lhe tira da carteira, o atulhamento assalta-o discretamente noutros aspectos da sua vida.

1 – Dinheiro

 Começo pelo mais óbvio: o dinheiro. Uma das formas que o atulhamento lhe custa dinheiro directamente é comprar coisas duplicadas. Por desorganização muitas vezes não encontra algo que já tem mas que lhe faz falta e por isso vai gastar dinheiro desnecessário. Também no meio da confusão podem ficar perdidas contas por pagar que depois podem resultar em multas ou juros, ou mesmo cheques ou dinheiro (isto para os muito desorganizados).

2 – Tempo

 É muito fácil gastar tempo a ler montes e montes de papéis à procura de algo específico, ou andar pela casa toda a abrir todas as portas e gavetas numa busca interminável. Isto deve-se ao atulhamento e desorganização. Tal como já referido no primeiro ponto onde quando acaba a comprar um duplicado de algo que não encontra, isso custa-lhe dinheiro mas também tempo – o tempo de ir à loja. A desorganização rouba-lhe tempo que podia gastar a fazer coisas mais agradáveis. Nos casos onde isto se passa no seu trabalho é uma das causas em que acaba por piorar a sua produtividade.

3 – Amigos e Família

Se você gasta mais tempo do que o necessário a procurar as coisas de que precisa quer em casa quer no trabalho vai acabar por faltar ou chegar atrasado a compromissos com amigos ou família. Além disso a desorganização pode  influenciar o seu estado de espírito e torná-lo mais deprimido ou stressado, o que pode ser prejudicial para as suas relações.

4 – Auto-estima

 Quando a desorganização é crónica a auto-estima pode sair afectada. O caos pode ser tão grande que há quem tenha vergonha que olhem para a sua secretária no trabalho, ou ainda pior: que o visitem na sua própria casa por vergonha no atulhamento.

5 – Espaço

Muitas vezes não nos apercebemos do enorme espaço ocupado desnecessáriamente pelo atulhamento. Quando começamos a desatulhar ficamos surpreendidos com o espaço ocupado por coisas que acabam por ir parar à reciclagem ou ao lixo. E espaço também é dinheiro: quanto maior a nossa casa, maiores os gastos que temos com ela. A nossa casa serve para ser ocupada e usada por nós – não por coisas desnecessárias e atulhadas.

6 – Respeito

As primeiras impressões são importantes, mesmo que não queiramos que o sejam. Ter a sua casa demasiado atulhada (ou a sua secretária no trabalho) pode dar aos outros impressão que você é sujo e que não se importa o suficiente consigo mesmo para manter a sua casa e escritório organizados. Isto pode diminuir a sua opinião sobre você.

7 – Oportunidades de Emprego

Muitas pessoas foram atingidas pela recessão, e algumas oportunidades de emprego acabam por receber mais candidatos do que nunca. Você não vai querer deixar escapar concorrer a uma vaga simplesmente porque demorou 3 dias à procura do ficheiro do seu currículo, um envelope e selos e perdeu a morada do anúncio no monte de papéis da sua secretária.

8 – Energia

Você gasta energia directamente ao procurar as suas coisas no meio dos seus montes, ou mesmo depois a desatulhar e organizar. Se a sua casa e quarto estiverem atulhados em demasia através do stress e do espaço ocupado pelas coisas poderá não conseguir a noite de sono necessária a repor as suas energias. Outra maneira de recuperar energia e vivacidade é a fazer exercício. Mas para tal é preciso que não perca tempo desnecessário à procura das suas sapatilhas de corrida ou do seu Ipod sem bateria ou até avariado debaixo de uma pilha de livros.

9 – Bem-estar

Se já experimentou alguma das vivências dos pontos anteriores, já sabe que o seu bem-estar é afectado. Pode ficar stressado, deprimido ou até zangado consigo mesmo, e isso vai acabar por afectar a sua qualidade de vida.

Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookCheck Our Feed